Minha primeira viagem de avião: cheguei no aeroporto, e agora?

Comprei a passagem, fiz as malas e desci no aeroporto. Mas e agora, como é? Veja o passo a passo de como fazer no aeroporto em sua primeira viagem de avião!

Primeira experiência em tudo na vida sempre dá aquele frio na barriga. Depois de já ter algum contato, não parece mais tão complicado. Feito várias vezes então, é mamão com açúcar!

Só que nada melhor se preparar de antemão e saber certinho quais são os procedimentos e vai ser no aeroporto quando o grande dia da primeira viagem de avião chegar não é mesmo?

Mas uma dica inicial eu antecipo: não tenha vergonha de perguntar e pedir ajuda. Se ficou perdido, procure alguém identificado que trabalha no aeroporto ou nas companhias aéreas.

Apesar de haver aquele mundaréu de gente, andando pra lá e pra cá, com pressa e mala de rodinha, muitos estão na mesma situação que você: em sua primeira viagem de avião e torcendo para tudo dar certo.

E vai dar! É só ser organizado e ter atenção. Então siga a leitura e veja abaixo como fazer no aeroporto todos os procedimentos para voo nacional e voo internacional.

Psssiiu › R$100 em Créditos no Airbnb para você viajar!

Chegar com antecedência no aeroporto

Esse, sem dúvida, é o ponto mais importante para a sua primeira viagem de avião não ter stress e ser só sucesso. Chegue cedo! Se estar no aeroporto com antecedência já é essencial para quem é acostumado andar de avião, para quem viaja pela primeira vez então é imprescindível.

Dias antes já olhe qual é a melhor rota para chegar no aeroporto. Fique atento ao pico do trânsito (transitar às 6 horas da manhã é bem diferente das 6 horas da tarde). Defina qual vai ser a forma de locomoção: carro próprio, carona, táxi, uber, ônibus. E claro, já deixe os documentos que você precisa separado, como o passaporte para viagem internacional e RG para viagens no Mercosul.

Primeira viagem de avião

Aeroporto Schiphol, em Amsterdam

Voo Nacional: As companhias recomendam fazer check-in até 1 hora antes. Por isso se programe para chegar ao aeroporto 2 horas antecipadamente ao horário do seu voo.

Voo Internacional: É orientado para ir ao aeroporto com no mínimo 2 horas de antecedência. Nesse caso então, na primeira viagem de avião, prefira ir 3 horas antes. Assim você tem tempo para achar a companhia e realizar todos os procedimentos sem desespero no aeroporto.

Como fazer o check-in

A primeira providência quando chegar no aeroporto, é procurar a companhia aérea em que você comprou as passagens para realizar o check-in. Nesse momento você confere seus dados pessoais, informa algum número de telefone para emergência e escolhe ou confirma a sua poltrona.

Na verdade, esse passo pode ser feito anteriormente à etapa acima. Isso porque, existem três maneiras de se realizar o check-in e uma delas é antes mesmo de sair de casa.

Primeira viagem de avião

Bilhete de embarque

Eletrônico: As companhias aéreas liberam horas antes da viagem a possibilidade de fazer o check-in online, por meio do site e/ou aplicativo. Depois de informar seus dados, como nome, CPF e o localizador (número fornecido no momento da compra da passagem), seu cartão de embarque é gerado e basta imprimi-lo. No aplicativo, é fornecido um cartão de embarque digital, o que já é suficiente.

O check-in eletrônico é uma ótima opção para evitar filas. Assim, só é necessário enfrentar a fila para despachar as malas no aeroporto.

Não valerá a pena fazer antes, quando a companhia aérea organiza a mesma fila para check-in e bagagens. Pois, você já enfrentará a fila para despachar, então para o atendente também realizar o seu check-in levará poucos minutos.

Token de autoatendimento: Normalmente eles estão perto dos balcões de atendimento e funcionam da mesma maneira que o check-in eletrônico. Preencha seus dados e imprima o cartão de embarque.

Balcão de atendimento: Maneira mais tradicional e escolhida por quem normalmente não tem habitualidade com viagens (que foi como eu escolhi na minha primeira viagem de avião hehe).

No balcão da sua companhia apresente o passaporte ou RG (para viagens no Mercosul). Contudo, é recomendável também ter o número do localizador.

Despachando as malas na primeira viagem de avião

Depois do check-in feito, é hora de despachar as malas. Como falei acima, as vezes o próprio balcão de atendimento que realiza o check-in, já recolhe as bagagens. Se você carrega somente bagagem de mão, é só pular para a próxima etapa.

No balcão de despacho, as malas serão pesadas, identificadas e um papel será entregue para você. Guarde-o, ele é o seu comprovante para conferência ou em caso de extravio.

As bagagens, tanto a despachada como a de mão, têm que estar dentro do peso autorizado. Caso haja excesso, terá pagar um tarifa que altera de companhia para companhia. Hoje, saindo do Brasil, por lei é permitido:

Voo Nacional: Uma mala de mão de até 10 quilos e uma mala despachada de até 23 quilos. É bom também verificar as regras específicas de cada companhia: GolLatam, Azul, Avianca e Passaredo.

Voo Internacional: Uma mala de mão de até 10 quilos e duas malas despachadas de até 32 quilos cada. Na América do Sul há uma ressalva, para a classe econômica os pesos das malas são de 23 quilos. Aconselho também dar uma olhada nas regras da sua companhia.

Primeira viagem de avião

Os voos com conexão, por exemplo Curitiba → São Paulo → Roma, normalmente as malas, usando o exemplo, em Curitiba, já são despachadas para o destino final.

Porém, tem a opção de pedir para retirar a mala no aeroporto da conexão e despachar novamente para o destino final, em nosso exemplo seria retirar em São Paulo e despachar para Roma. Isso ajuda a não haver extravio da bagagem no meio do caminho.

Contudo, só recomendo usar dessa tática se você tiver muito tempo de sobra entre as conexões. Além da paciência de ficar com as malas até duas horas antes do seu voo para poder despachá-las novamente.

Pela sala de embarque e segurança

Agora é a hora de conhecer a parte mais legal do aeroporto. Depois de fazer o check-in e de despachar as bagagens, se informe aonde é o acesso da área de embarque.

Na entrada será conferido o seu cartão de embarque e documento pessoal. Então, partiu raio-x. Se prepare para a ginástica. Tudo que for de metal deve ser retirado — moedas, relógio, joias, cinto, celular…

Também não são permitidos objetos cortantes (tesouras, facas), pontiagudos (alicates), ilícitos (drogas, armas), inflamáveis (isqueiro) e frascos com mais de 100 ml.

Coloque os objetos de metal e a mala de mão numa bandeja de plástico que está no início da esteira e empurre tudo para passar pelo raio-x. Depois, você passa pelo detector de metais.

Se apitar, fique tranquilo. O fiscal irá perguntar se ainda ficou algum objeto com você e passará novamente. É bem comum apitar e refazer o procedimento de verificação.

No portão de embarque

Depois da segurança, procure o portão de embarque. Ele está indicado no seu cartão de embarque. Aeroportos pequenos e, geralmente, para voos domésticos, são fáceis de localizar.

Porém, me lembro muito bem de ficar que nem uma barata tonta no aeroporto de Guarulhos procurando o portão do voo para Miami por algum tempo hehe.

Achou o portão? Agora preste atenção nos painéis que estão pelo aeroporto e contém o número do voo. Fique sempre de olho para verificar se não está atrasado ou se houve troca de portão, que é comum.

Aeroporto Internacional O'Hare em Chicago

Aeroporto Internacional O’Hare em Chicago

Depois é só curtir a sala de embarque. Os aeroportos grandes e alas para voos internacionais, normalmente tem bastantes lojinhas legais para explorar, restaurantes bons, duty free… Ou aproveitar o momento para descansar, mexer na internet e ler algum livro.

Quando estiver próximo do horário do voo, será anunciado o embarque. Entra primeiro que tem preferência por lei (gestantes, idosos, crianças de colo), depois primeira classe e quem tem programas de fidelidade com a companhia e daí os demais pela ordem de numeração dos assentos.

Apresente o cartão de embarque, documento pessoal e boa viagem!

 

Ansiedade de primeira viagem de avião é super normal. Só que como comecei no post, o segredo é chegar cedo para fazer tudo com tranquilidade e, claro, não esquecer o passaporte! Se ficou com mais alguma dúvida, deixe um comentário e compartilhe esse post!

Dúvidas?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *