Forte Marechal Luz, uma atração bélica para explorar em São Francisco do Sul

O Forte Marechal Luz guarda um mirante incrível do Arquipélago das Graças e da Baía da Babitonga, além de abrigar histórias e canhões do século passado!

São Francisco do Sul é a cidade mais antiga de Santa Catarina e a terceira mais antiga do Brasil. Ela foi descoberta em 1504 por uma expedição francesa, fundada em 1641 e colonizada por portugueses, paulistas e açorianos.

A principal atração com certeza é o Centro Histórico, que chama a atenção por suas construções luso-brasileira ao redor da Baía da Babitonga. O passeio é lindo.

Porém há vários outros atrativos turísticos para explorar em São Francisco do Sul, além das praias belíssimas que tem por lá. E um deles é o Forte Marechal Luz.

Construção do Forte Marechal Luz

A primeira ocupação militar no Morro João Dias foi no século XVIII, quando os portugueses instalaram uma bateria de canhões para proteger o litoral contra os espanhóis, franceses e ingleses.

Depois em 1822, a Câmera de Vereadores da cidade pediu a criação de uma Companhia de Artilharia. O argumento foi que diversos pontos da cidade estavam desprotegidos e “ameaçados pelos castelhanos”.

Psssiiu › R$100 em Créditos no Airbnb para você viajar!

Porém, só no ano de 1909 o Governo Federal adquiriu terras para a construção de um forte. Na época, esta foi a localização escolhida já que ficava de frente para o farol da Ilha da Paz e podia-se observar a entrada da Baía da Babitonga.

Também nos primórdios do século XX,  o negócio portuário tornou-se atividade econômica forte no município. Os trapiches localizados no centro da cidade escovavam a produção regional de erva-mate e madeiras.

A intensificação do comércio na Baía da Babitonga, o contexto da 1º Guerra Mundial e a ausência de segurança da região motivaram a construção do forte. Aliado ao fato que não havia nenhuma fortificação em 300 km, entre as cidade de Paranaguá (PR) e Florianópolis (SC).

Assim, o complexo foi inaugurado em 21 de dezembro de 1915, sob o comando do 1º Tenente Felippe Moreira Lima. O nome do local foi dado em homenagem ao ilustre Marechal Francisco Carlos da Luz.

O Forte Marechal Luz funcionou até 1977, quando foi desativado em razão da nova concepção que o Exército adotou sobre a defesa do Litoral.

Entrada

Entrada

Atualmente, ele é administrado pela 5ª Divisão do Exército e suas instalações funcionam como hospedagem de lazer para militares e civis.

Além de receber visitantes ao topo do Morro João Dias, onde está pequeno museu inaugurado em 1999 e o mirante.

A visita ao Forte Marechal Luz

Quando chegamos na entrada, compramos o ingresso do Museu do Forte logo no início. Também é fornecido um papel identificado que seu veículo está autorizado a estacionar somente nas dependências do museu.

Hospedagem do Forte Marechal Luz

Levamos uma surpresa quando vimos que o complexo funciona como um hotel a beira-mar. O espaço é bem agradável (e com certeza bem seguro hehe).

Hospedagem do Forte Marechal Luz
Bateria de canhões próximo à entrada

Bateria de canhões próximo à entrada

Seguimos reto e logo já alcançamos uma estrada de chão íngrime e esburacada até o alto do morro, outra surpresa…

A subida é de mais ou menos 1,5 km e conta com um mirante no percurso.

Mirante no caminho

Mirante no caminho

Chegando no topo, já demos de cara com a vista, que é de tirar o fôlego!

No mirante da frente é possível ver todo o arquipélago das Graças, onde está a Ilha da Paz e o seu farol. Na lateral está a entrada da Baía da Babitonga e a Praia do Forte, que é banhada pelo mar dos dois lados!

Vista para o arquipélago das Graças

Vista para o arquipélago das Graças

Vista para a praia do Forte e entrada da Baía do Babitonga

Vista para a praia do Forte e entrada da Baía do Babitonga

O que toma conta do lugar são os canhões alinhados defronte ao mar. São quatro peças Armstrong dispostos em leque. Os dois centrais com 152 mm e os dois extremos com 120 mm. Os canhões foram comprados do Reino Unido.

Os únicos tiros dados foram em atividades de exercícios em alvos móveis do mar, nunca foram disparados contra embarcações.

Forte Marechal Luz

Forte Marechal Luz

Bateria de canhões

Bateria de canhões

Para cada canhão há uma rampa de acesso que fica abaixo do nível natural do terreno. Depois do encontro das rampas, está o Museu do Forte, que antes funcionava como Quartel de Guerra.

Forte Marechal Luz, São Francisco do Sul
Canhão de 120 mm

Canhão de 120 mm

Bateria de canhões

O museu é pequeno e simples, ele conta a história da ocupação do Forte Marechal Luz. Estão expostos documentos antigos, projéteis utilizados nos canhões, pranchetas de tiros e corretores de alcance.

Complexo do Forte Marechal Luz
Poço e o Quartel de Guerra

Poço e o Quartel de Guerra

Museu Complexo do Forte Marechal Luz

Informações Práticas

O Forte Marechal Luz está situado no topo do Morro João Dias, a 140 metros do nível do mar.

O acesso é bem simples e está há uns 18 km do Centro Histórico de São Francisco do Sul. Para subir até o mirante pode ser de carro ou a pé. Caso escolha pela segunda forma, tenha em mente que irá ser bem mais cansativo.

Canhão de 120 mm

Canhão de 120 mm

É um passeio diferente, interessante e rápido de fazer, leva no máximo 1 hora.

Está abertos todos os dias, das 8hrs às 17hrs.
O valor do ingresso é de R$ 2,00.
Menores de 12 anos e maiores de 60 anos estão isentos.

Endereço
Estrada Geral Do Forte, s/n – Ubatuba, São Francisco do Sul – SC, 89240-000. Mapa.

Mais informações: facebook.com/fortemarechalluz

Mais informações sobre a colônia de férias: 41 3316-4805, 5ª Divisão do Exército.

 

Então se for visitar a histórica cidade de São Francisco do Sul, não deixe também de conhecer o Forte Marechal Luz! Se ficou ainda alguma dúvida sobre o lugar ou você já esteve por lá, comente! E não deixe de compartilhar também o Forte Marechal Luz com os seus amigos!  😉

Dúvidas?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *